AQUELES GIBIS DE VIDEOGAME

26/02/2018

Olá manos e minas, tem algum bom sebo perto da casa de vocês?

Material da Malibu Comics

Se você foi criança ou adolescente nos anos 90 e gostava de ler quadrinhos provavelmente deve ter lido alguma coisa baseada em games. Desta vez vou falar de alguns desses gibis que li na minha adolescência… e de um que li recentemente. Hora daquele delicioso gostinho de nostalgia!

Quando eu tinha 12 anos eu sonhava em ter um videogame. Era louco para jogar Street Fighter, mas não tinha acesso aos jogos. O jeito era me satisfazer com desenhos animados, filmes com o Van Damme… e com quadrinhos.

Os primeiros quadrinhos de Street Fighter que li foi um material produzido pela Norte Americana Malibu Comics e traduzida aqui no Brasil pela editora Escala. Era uma história mais realista, com uma trama envolvendo mortes, amores impossíveis, vingança e luta pela honra. Eu estranhei um pouco no começo, mas como era Street Fighter eu acabei gostando. Esse material foi cancelado nos EUA na terceira edição, mas no Brasil vendeu bem, então a editora Escola resolveu contratar artistas nacionais para produzir mais material. Esses quadrinhos produzidos aqui me agradaram muito mais, pois tinham um clima bem mais leve, focado na aventura e na ação.

Nessa mesma época eu também conheci o Capitão Ninja na revista Gamers. Este personagem protagonizava histórias onde seu criador Marcelo Cassaro satirizava os games. Depois ele ganhou sua própria revista chamada “Aventuras do Capitão Ninja”. Eu tenho uma edição de cada, com histórias satirizando os games Alien 3 e Jurassic Parck.

Em 1997 eu ganhei meu SNES e meu amigo de infância ganhou um Mega Drive, mas mesmo assim continuei consumindo esses quadrinhos. Eu comprei um almanacão do Sonic que era meio infantil, baseado no desenhado animado. Fiquei um pouco decepcionado com o material, mas pelo menos na última história ele virava o Super Sonic e tinha cenas de ação e aventura. Nessa época comprei algumas edições de “Novas Aventuras de Megaman”, que também não era fiel aos jogos, mas eu gostava da ação e do humor. Depois foi lançado aquele que considero o melhor quadrinho baseado em games que já li: a mini séria Street Fighter Zero 3, com roteiros do meu ídolo Marcelo Cassaro (o mesmo do Capitão Ninja) e desenhos da minha mestra Erica Awano.

No carnaval deste ano eu resolvi dar uma revirada no meu baú de quadrinhos e acabei encontrando, bem lá no fundo, um tesouro perdido: um item mágico capaz de voltar no tempo, especificamente para a época em que eu tinha 12 anos de idade. Ele tinha a forma de um formatinho do Mortal Kombat: U. S. ESPECIAL FORCES. A edição tem aquele estilão Image Comics com uma história completa focada em Sonya, Jax e uma equipe militar bem no estilo dos anos 90. Comprei esse formatinho em um sebo há mais de 15 anos e ainda nem tinha aberto o saquinho. Não resisti e levei ele para a matinê, onde fui com minha filha e minha esposa, e acabei tendo um dos melhores carnavais da minha vida enquanto era tomado pela nostalgia.

Agora que tal você relembrar quais desses quadrinhos você leu? E que tal também você ler alguns deles? Com sorte você viajará de volta no tempo e sentirá o gostinho da nostalgia tomando conta de você também.

Minhas relíquias!

Versus Podcast © 2017