ERASED

31/07/2018

Hoje venho recomendar uma série japonesa, disponível na Netflix: ERASED. 

A série foi baseada no mangá Boku Dake Ga Inai Machi (A cidade onde só eu não existo), escrito e desenhado por Kei Sanbe; é publicado pela revista Young Ace desde 2012 e teve seu primeiro volume publicado em 26 de janeiro de 2013, sendo finalizado em 4 de março de 2016, com oito volumes. Nesse mesmo ano ganhou sua versão anime, produzido pelo estúdio A-1 Pictures.

A série se passa em 2006 e conta a história de Satoru Fujinuma, um entregador de pizzas de 29 anos que sonha em ser escritor de mangá.

O jovem tem um dom que o diferencia de todos a sua volta, consegue voltar alguns minutos no tempo antes de algo ruim acontecer e mudar o curso dos acontecimentos; ele chama essa experiência de “revivências”. Satoru não possui amigos e a convivência com a mãe não é das melhores, até que um dia ele sofre um acidente envolvido em uma de suas revivências e a mãe vem passar uns tempos com ele para lhe prestar cuidados.

Certo dia, saindo de um supermercado com a mãe, Satoru encontra uma colega de trabalho, que vem ao seu encontro correndo e acaba caindo. O jovem tem uma revivência e tenta identificar o que há de errado a sua volta e pede ajuda à sua mãe. Ela percebe uma tentativa sutil de sequestro, mas nada comenta.

No dia seguinte, quando entra em casa, começa a se lembrar do sequestrador – um assassino em série que, há 18 anos, cometeu crimes contra colegas de infância de Satoru. Enquanto está divagando sobre isso, a porta do apartamento se abre e ela é surpreendida com uma facada nas costas. Ela ainda tenta alcançar o celular para ligar para Satoru, mas o assassino a impede.

Quando Satoru retorna do serviço, encontra a mãe numa poça de sangue e vê um papel em sua mão. Ele grita desesperado e percebe a presença de alguém. Sai correndo do apartamento e é visto por uma vizinha, que se assusta ao vê-lo sujo de sangue. Em sua fuga desesperada, percebe que o assassino armou para que ele fosse incriminado e quando se encontra em um beco sem saída com policiais se aproximando dele, a revivência surge e o leva de volta ao ano de 1988, onde tudo começou…

Fica aqui a minha recomendação. Espero que gostem do seriado, vale a pena conferir.

Até a próxima!

 

Por falar em séries, já leu nosso post sobre ANNE WITH AN E? Leia Já:

ANNE WITH AN E

 

Versus Podcast © 2017