O ASSASSINATO DE ROGER ACKROYD

21/08/2018

Vou começar uma série de resenhas sobre livros com uma obra que citei no meu texto anterior sobre Agatha Christie. Falarei de um clássico dessa autora, que é considerado sua obra prima e também a história que tornou Hercule Poirot mais conhecido entre os leitores: o livro “O Assassinato de Roger Ackroyd”.
No tempo em que eu ainda estudava, costumava ir à biblioteca municipal para pegar emprestados alguns livros e também HQs. Nessas minhas idas à biblioteca eu sempre via vários livros de Agatha Christie. Tinha até vontade de ler, mas deixava sempre para depois e acabei adiando a leitura durante alguns anos.
Enfim, finalmente consegui ler e achei a narrativa excelente. No início achei a história estranha e parada, mas isso aconteceu porque eu não estava acostumado com romances policiais. No decorrer da leitura percebi que a história entrou em um mistério, e isso aumentou minha curiosidade e me causou uma empatia com os personagens, todos eles necessários para a construção do romance. Cada personagem tem suas particularidades, que são usadas pela autora para torná-los suspeitos, pelo menos por um momento, mas logo depois já não são mais. Durante toda a leitura a autora nos faz suspeitar até do mais improvável deles e deixa o leitor com uma pulga atrás da orelha.

Eu li a versão com esta capa.

A história toda é narrada pelo personagem Dr. James Sheppard, o médico da cidade. Ele começa dizendo que o lugar é um pouco monótono e que nada de especial acontece ali. Isso muda com o assassinato misterioso de Roger Ackroyd, o homem mais rico daquela região. Não vou dar spoilers, mas o que posso dizer é que, antes de sua morte, a vítima se viu envolvida em outro mistério, que é levado até o final do livro.
Entre os muitos personagens, um que se destaca é Hercule Poirot, que nessa história se tornou mais conhecido entre os leitores dos romances de Agatha Christie.
Nesta obra, o que prende o leitor é o mistério. Cada página traz novas descobertas e cada capítulo traz uma reviravolta nos acontecimentos. Fica difícil de saber quem é o assassino até que se chegue ao fim do livro. Quem conhece um pouco mais sobre técnicas de escrita pode até conseguir ter uma ideia da identidade do assassino… e talvez até desvende o mistério. Abaixo segue um vídeo do canal Livro&Café, que fala um pouco sobre essa ideia e também sobre o livro.

É uma leitura muito satisfatória quando se consegue ir até o final e um tempo muito bem investido. Desejo que gostem do texto e que leiam o livro. Para aqueles que já leram, espero que tenham relembrado a história com esse pequeno resumo.

Por falar em Agatha Christie, já leu nosso post sobre a história da autora? Leia Já:

AGATHA CHRISTIE

Versus Podcast © 2017