O GRANDE HOTEL BUDAPESTE

24/06/2018

O Grande Hotel Budapeste é um filme americano-alemão de 2014 do gênero comédia dirigido por Wes Anderson e teve sua estreia no festival de Berlim.

O diretor, amigo de Bill Murray, produziu seu primeiro filme em 1992 junto com Owen Wilson, que conheceu estudando filosofia na Universidade do Texas. Os dois fizeram um curta de 10 minutos chamado Bottle Rocket. Depois, foram incentivados a fazer um longa-metragem com o mesmo título. Daí por diante Wesley Wales Anderson fez vários filmes muito bem aceitos pela crítica. Não conheço muito os filmes desse diretor, mas, pelo que vi neste, posso dizer que são muito bons, se forem todos deste mesmo nível. Não é nenhuma história extraordinária ou muito original, mas mesmo assim é um ótimo filme, sendo um investimento de tempo assistir.

O Grande Hotel Budapeste conta com ótimos atores: Adrien Brody, Willem Dafoe, Mathieu Amalric, Jude Law, Saoirse Ronan, Jason Schwartzman, Harvey Keitel, Jeff Goldblum, Tilda Swinton, Owen Wilson, Tom Wilkinson, Edward Norton, Léa Seydoux e Bill Murray.

O filme gira em torno de três histórias, começando com um escritor que conta como conheceu o dono do grande Hotel Budapeste quando era mais jovem e, nesse período, o dono do hotel conta a história de como virou dono, ou seja, o filme passa por três níveis de tempo. A produção se torna interessante pela narrativa e pela forma teatral como os personagens agem durante todo o filme. Lembra muito uma peça de teatro, guardadas as devidas proporções.

A história começa com uma moça segurando um livro do grande hotel Budapeste em frente á um túmulo que parece ser do escritor. Nesse ponto, a história regressa no tempo mostrando o velho escritor que começa a narrar os acontecimentos de quando era mais jovem e conheceu o dono do hotel. Neste momento, o escritor mais jovem, depois de alguns acontecimentos e falas, conhece Zero, o dono, que já é um senhor (o mesmo quer contar ao escritor como tudo aconteceu). Daí por diante o filme foca em Zero e no concierge Gustave, interpretado por Ralph Fiennes, mais conhecido como Lord Voldemort nos filmes de Harry Potter ou Hades em fúria de Titãs.

Gustave era o tipo de homem que tem a conversa mole pra cima das mulheres, mas, nesse caso, mulheres bem mais velhas (as senhoras ricas tinham tratamento vip com ele). Zero era o novo funcionário e conquistou a confiança de Gustave, virando amigos. A trama do filme começa quando uma das senhoras morre, e essa senhora era a que tinha mais intimidade com Gustave, (pelo menos é o que o filme demonstra), deixando uma herança para ele. Seu filho faz de tudo para colocá-lo como culpado, fazendo com que comecem as perseguições e ações do filme.

Daqui por diante fica por conta de você saber como termina e como Zero se tornou o dono do Grande Hotel Budapeste. Este é um filme bem agitado, mas não esperem um filme de ação como os da Marvel, por exemplo, ou os do James Bond. Apesar disso, o filme oferece momentos prazerosos e divertidos.

 

Versus Podcast © 2017