O MASTER SYSTEM TAMBÉM TEM “THE LEGEND OF ZELDA “… OU QUASE | GOLDEN AXE WARRIOR!

04/06/2018

 

Golden Axe Warrior é um jogo de ação e aventura lançado para o Master System em 1991. É um spin-off da popular série de videogames Golden Axe. Todos os personagens jogáveis do game original fazem aparições neste jogo e sempre que você encontra Ax Battler, Gilius Thunderhead ou Tyris Flare, toca a música da primeira fase do game Golden Axe 1. O jogo é considerado um dos jogos mais raros do sistema e está incluído como um jogo desbloqueável no Ultimate Genesis Collection para o PlayStation 3 e Xbox 360.

HISTÓRIA

Death Adder, o terrível gigante do mal, invadiu os países de Firewood, Nendoria e Altorulia e matou as famílias reais. Um jovem herói de Firewood estabelece uma missão para destruir o gigante. Nesta aventura, o jovem guerreiro quer vingar a morte de seus pais, mas para isso precisa coletar nove cristais perdidos para lutar com o tirano da morte… Death Adder. Em sua busca, o herói visita inúmeras aldeias e percebe que muitas pessoas estão se escondendo do gigante. Ele também descobre que a princesa de Firewood ainda está viva e que ele é o filho do rei de Altorulia. Somente depois de encontrar todos os nove cristais, o herói será capaz de entrar no décimo e último labirinto onde ele deve encontrar o místico Golden Axe, a única arma que Death Adder teme, e assim salvar o povo do reinado do tirano!

A história do game é muito interessante e semelhante a outro grande RPG do Master System: Phantasy Star! pois tudo começa com uma vingança e acaba se tornando algo muito além disso.

GAMEPLAY

Muitos dizem que o jogo foi produzido para concorrer com o Zelda no NES porque, embora este jogo possa, de certa forma, ser muito similar ao Zelda, ele tem suas próprias características e diferenças, o suficiente para se dar o crédito.

Os jogadores assumem o controle do herói do jogo, que pode ser nomeado no início da missão. O game apresenta um mundo aberto com mais de 200 telas únicas e muitos inimigos. Os jogadores devem recuperar cada um dos nove cristais do jogo, localizando labirintos ocultos. Cada labirinto é guardado por monstros e é cheio de quebra-cabeças, que devem ser resolvidos para poder se alcançar o chefe e recuperar o cristal. Ao longo do game, os jogadores coletam vários itens e habilidades que permitem o acesso a áreas anteriormente inacessíveis. O décimo labirinto só é acessível depois de coletar os nove cristais. Os jogadores devem encontrar o Golden Axe e usá-lo para derrotar Death Adder.

Armas e armaduras podem ser melhoradas e várias habilidades mágicas podem ser aprendidas. No game existem quatro tipos de magia: trovão, terra, fogo e água. Três destas podem ser atualizadas uma vez para versões mais poderosas. Usar magia requer o uso de potes que são esgotados após cada uso.

A moeda do jogo é chamada de chifres e podem ser coletados de inimigos ou baús. Existe também itens como a maçã dourada, que recupera toda a energia do personagem, e também o óleo mágico que serve para recuperar a sua armadura caso ela enferruje.

Áreas ocultas podem ser descobertas cortando árvores com um machado ou limpando pedras usando a magia da Terra. Um bônus adicional neste game é a infinidade de segredos escondidos, jogos de dinheiro, cidades, eremitas informativos e lojas. Olhando em volta, você encontrará várias ferramentas para ajudá-lo em sua missão.

Eventualmente, você conseguirá itens como a canoa e o navio para ir a diferentes áreas em que antes você não podia entrar, e até mesmo do outro lado do oceano para outros continentes! Isso era algo que faltava em Zelda, um mundo enorme para investigar com diferentes povos e regiões. Neste jogo você encontrará uma região de gelo, uma de deserto e assim por diante. Está tudo muito bem feito.

ISTO REALMENTE É UM GOLDEN AXE?

O primeiro elemento familiar que percebi foram os power-ups de life: o pão e a carne.
A magia em potes também, mas não pegamos de duendes, compramos em lojas.
As vilas e pessoas são destruídas pelos inimigos no caminho exatamente como vemos em toda série Golden Axe. Como vilões temos os esqueletos, os cavaleiros gigantes, os magos e os grifos que podemos montar (assim como os inimigos), e quando vi que o primeiro boss era o mesmo gigante gordo, me dei por satisfeito.

Um ponto muito original nesse jogo é que a sua armadura enferruja e perde a resistência ao levar dano dos inimigos, precisando usar o item “óleo mágico” para recupera-la. Mas o maior charme do game é encontrarmos Guilius Thunderhead, Ax Battler e Tyris Flare ao som da trilha do primeiro jogo. Quando fui olhar os pergaminhos mágicos que eu tinha que encontrar, já tinha um palpite de quem ia me dar cada magia…

CONCLUSÃO

Este é definitivamente um dos jogos que você simplesmente tem que possuir para o Master System, sendo um dos poucos RPGs (embora seja mais um jogo de aventura) do console. O game é muito bem feito, divertido, bonito e com uma boa dificuldade, coisas que só a SEGA de antigamente sabia fazer.

Versus Podcast © 2017