O PITFALL DA ERA MODERNA – UNCHARTED!

01/04/2018

 

Uncharted é um jogo de ação e aventura produzida pela Naughty Dog e publicada pela Sony para as plataformas PlayStation em 2007. Para começar, é impossível jogarmos este game sem lembrarmos de dois ícones da indústria do entretenimento: o arqueólogo Indiana Jones e caçadora de tesouros Lara Croft. O protagonista deste jogo também ganha a vida explorando templos, tumbas e demais localidades esquecidas pelo tempo.

 

HISTÓRIA DE CINEMA

O enredo de Uncharted lembra os grandes filmes de aventura dos anos 80, como Os Caçadores da Arca Perdida e As Minas do Rei Salomão.

O protagonista Nathan Drake é um parente distante do explorador Sir Francis Drake, o lendário almirante da marinha britânica que circunavegou o globo em 1577. Como descendente do grande marinheiro, Nathan questiona a versão oficial da história e parte em busca do esquife do explorador acompanhado pela jornalista Elena Fisher, que grava a expedição para fazer um documentário sobre Francis Drake. Nathan encontra o caixão de Sir Francis no oceano e lá encontra o diário do capitão, preservado dos olhares curiosos da humanidade. Assim Nathan confirma suas suspeitas: Sir Francis forjou a própria morte para ludibriar o mundo antes de embarcar numa grande jornada. Porém, a comemoração dura pouco, já que Nathan e Elena logo são atacados por piratas. A dupla é salva por Victor “Sully” Sullivan, um velho amigo de Nathan. Juntos, os três passam a desvendar o diário de Sir Francis, e descobrem que o explorador estava atrás do mítico El Dorado. Com as indicações deixadas pelo ancestral de Nate, o grupo inicia uma expedição pelas selvas amazônicas seguindo o rastro do tesouro e encontrando uma série de perigos no caminho, incluindo saqueadores gananciosos e um excêntrico legado nazista escondido na selva.

 

GAMEPLAY

A jornada do trio passa por vários ambientes inóspitos, como florestas densas, cavernas escuras, cidades perdidas e ruínas inexploradas, e todos esses cenários tem tratamentos impecáveis: a selva parece viva, as cavernas são úmidas e as ruínas praticamente fazem o jogador sentir o mofo da alvenaria abandonada graças aos gráficos de primeira.

Explorar lugares ricamente detalhados sempre foi interessante, mas nunca foi tão divertido quando em Uncharted:
misturando tiroteios em terceira pessoa e plataforma, o jogo tem uma excelente resposta para os comandos do jogador, seja durante um combate ou uma sequência de saltos que exige precisão. O único ponto negativo é o hitbox dos inimigos: é bem difícil realizar aquele tiro certeiro na cabeça, mesmo mirando cuidadosamente, você não consegue despachar os adversários gastando apenas uma bala.
Falando em balas, os efeitos sonoros do jogo são muito bons. Tiros, explosões e até os ruídos da floresta são muito bem representados.

 

AVENTURA EMPOLGANTE

Como já vimos, Uncharted tem muitos méritos técnicos: enredo convincente, jogabilidade eficiente, belos gráficos e dublagem impressionante. Porém, tudo isso não seria suficiente para que este game tivesse o seu merecido sucesso caso o jogo não fosse bem conduzido. Nesse sentido, o jogo da Naughty Dog realmente brilha: a aventura é muito bem conduzida. O enredo vai se desenrolando com um bom ritmo, deixando o jogador curioso ou tenso conforme a trama e ainda misturando toques de humor sem prejudicar o desenrolar da trama. Para completar, o design das fases é primoroso: todos os estágios são criativos, sem cenários reaproveitados. Cada lugar que Nate visita parece único e vibrante de um jeito diferente, e a forma como você explora tais lugares também é bastante variada: além dos pulos e tiros, existem fases de combate veicular, fugas desesperadas e jet skis cruzando as corredeiras da floresta.

Sem a menor sombra de dúvida, Uncharted é um jogo obrigatório para qualquer dono de um Playstation 3. Um game repleto de ação, gráficos e sons estonteantes, uma boa história e personagens incríveis (tanto os mocinhos quanto os vilões). Só é uma pena ter uma ou outra falha em sua jogabilidade e, principalmente, não contar com um multiplayer que sem dúvida aumentaria sua vida útil.
Mesmo assim, é um jogo recomendadíssimo.

Versus Podcast © 2017