OS MONSTROS DA BLIZZARD NA MIRA DE UMA SHOTGUN | BLACKTHORNE

15/10/2018

 

Blackthorne, também conhecido como Blackhawk, é um jogo de plataforma lançado em 1994. Foi desenvolvido pela Blizzard Entertainment e pela Interplay para o Super Nintendo, Game Boy Advance, Sega 32X e PC.

HISTÓRIA

O Jogo “Blackthorne” se passa no planeta Tuul. Thoros, o último governante, encontra-se em um dilema: precisa decidir qual dos seus dois herdeiros deverá substituí-lo no governo. Acreditando que conseguiria solucionar seu problema, o governante os leva para o deserto e se suicida diante deles. O corpo de Thoros transforma-se em duas pedras: uma da luz e outra da escuridão. Cada um dos filhos fica com uma pedra e dividem o reino em dois: o povo da pedra da luz origina o reino de Androth, enquanto que o povo da pedra da escuridão origina o reino de Ka’dra’suul.
O povo de Androth respeitava a sua pedra da luz e tudo ia andando bem. Já o povo de Ka’dra’suul rejeita sua pedra da escuridão e não respeita seu líder. Então, diversos seres organizam manifestações para a derrubada do poder. Por conta de tanta bagunça, todos em Ka’dra’suul foram transformados em monstros. Nesse instante, um desses monstros, chamado Sarlac, cria um exército para combater Androth. Ao saber da sentença de seu povo, o Rei Vlaros, de Androth, com a ajuda do mago Galadril, envia seu filho Kyle Blackthorne à Terra para salvar seu povo no futuro. Vlaros também dá a Kyle a pedra da luz, para mantê-la a salvo. Ao ver uma enorme mancha negra se aproximando, Androth logo se rende e é escravizado por Sarlac.
Vinte anos depois, Kyle tornou-se um renomado comandante militar e mercenário. Após sair da prisão e enfrentar a corte marcial, Kyle começa a ter sonhos estranhos. Ele é convocado pelo Mago Galadril, que conta toda a história do passado de seu povo.
Então, Kyle Blackthorne pega sua amada shotgun e vai para Androth para salvar seu povo do domínio de Sarlac.

GAMEPLAY

Blackthorne tem uma ótima jogabilidade. Kyle pode executar diversos movimentos como sacar a arma, atirar, agachar, usar bombas, pular, escalar e correr. Mas o movimento mais bacana dele é o “atirar de costas”, sem olhar no que está atirando, o que lhe deu uma grande fama na época. Esse sem dúvidas é o movimento mais “estiloso” do game.

Uma coisa interessante no jogo é o seu realismo fora do seu tempo. Para atirar, você tem que estar com a arma em punhos, caso contrário o personagem irá apenas saltar. Para subir escadas ou escalar as paredes é preciso guardar a arma. Tem até o sistema de “cover”, algo muito popular hoje em dia, bastando pressionar o direcional para cima para se esconder na sombra, garantindo assim os inimigos não o acerte. Para matar os inimigos é preciso ser rápido, pois você precisa ficar escondido e, quando for a hora exata, sair e atirar neles!
No decorrer do jogo, você encontrará diversas pessoas do reino de seu pai aprisionadas e feitas de escravos pelos lacaios de Sarlac. Elas te ajudarão dando itens ou informações ao falar com eles. Você também encontrará prisioneiros rebeldes que, ao te verem… vão tentar te matar.
No game você encontrará diversos itens como:
– Bombas: usadas para explodir algumas portas,
– Mosca explosiva: é uma bomba controlável em forma de mosca,
– Recovery: são pequenos tubos na cor azul (utilize para ganhar algumas barras de energia) e
– Key: são chaves que você utilizará para ativar algumas pontes verdes.
O jogo também possui um lado de raciocínio, já que você precisará encontrar determinados itens pra seguir em frente e usá-los corretamente, como algumas bombas!

Os gráficos do jogo são ótimos, sendo eles bem escuros e sombrios, o que torna o jogo mais real!
Os inimigos não são tão variados: há monstros, plantas carnívoras e até rebeldes.
As músicas do jogo também são bastantes simples, calmas e repetitivas. Não é nada que atrapalhe a diversão e, no menu do jogo, dá para “tirar as músicas” se quiser, o que vai realçar ainda mais os tiros de sua shotgun, que irão ecoar pelas cavernas.
Os efeitos sonoros do jogo são bem legais também, como o som de explosão quando você usa bombas ou dos tiros de sua 12. Até mesmo os “orcs” riem de você quando te atingem.
Mas o que chama a atenção mesmo é o clima de desolação e a obscuridade do jogo como um todo. Kyle está realmente sozinho nessa, dependendo da ajuda dos prisioneiros e de sua arma para continuar vivo.

DICAS

Lista de Passwords

Fase 02 (Mine 2) – FBWC
Fase 03 (Mine 3) – QP7R
Fase 04 (Mine 4) – WJTV
Fase 05 (Forest 1) – RRYB
Fase 06 (Forest 2) – ZS9P
Fase 07 (Forest 3) – XJSN
Fase 08 (Forest 4) – CGDM
Fase 09 (Desert 1) – TJ1F
Fase 10 (Desert 2) – GSG3
Fase 11 (Desert 3) – BMHS
Fase 12 (Desert 4) – Y4DJ
Fase 13 (Castle 1) – HCKD
Fase 14 (Castle 2) – NRLF
Fase 15 (Castle 3) – J6BZ
Fase 16 (Castle 4) – MJXG
Fase 17 (Sarlac’s Lair) – K3CH
Fase final – FMWY

CONCLUSÃO

Blackthorne é um jogo excelente até para os padrões de hoje. Com um ótimo desafio, uma história nada simples (até “pesada” de certa forma), fases enormes e muita exploração.
Este game sempre foi muito querido pela comunidade gamer e também pelos donos de SNES na época de seu lançamento. Seguindo um estilo consagrado por Prince of Persia e também excelentes jogos como Flashback e Out of This World. Blackthorne logo se tornou um clássico, sendo considerado por muitos um dos melhores jogos do console.
Saque já seu calibre 12 e atire sem olhar para trás!

 

Por falar em jogos de plataforma, já leu nosso post sobre Super Mario World? Leia Já:

VOCÊ CONHECE O MARIO?… QUE MARIO? SUPER MARIO WORLD (SNES)

Versus Podcast © 2017