POR DENTRO DO BELO E PERTURBADOR – INSIDE

07/04/2018

 

Inside é um jogo eletrônico de quebra-cabeça e plataforma desenvolvido pela Playdead. Este é o segundo jogo da desenvolvedora, sendo o primeiro o aclamado Limbo. O jogo tem temática e visual semelhantes a Limbo, onde o jogador resolve quebra-cabeças enquanto evita a morte do personagem.
Inside foi lançado para Xbox One em 29 de Junho de 2016, depois para Microsoft Windows em 7 de Julho de 2016 e finalmente para Playstation 4 em 23 de Agosto de 2016. 

 

HISTÓRIA

Inside conta a história de sobrevivência de um menino enquanto ele luta contra as forças do mal, que estão tentando dominar o mundo através de experimentos em corpos humanos de forma bastante questionável. O protagonista começa a sua jornada em uma floresta onde estranhas sombras o perseguem. Após despistá-las, o menino encontra um armazém onde ele vê uma entidade fazendo experimentos de controle mental em pessoas. Incomodado, o protagonista tenta achar um meio de sobreviver ao caos que o mundo se tornou.

No game, o jogador controla um menino que explora um ambiente surreal, que nos é apresentado de forma quase monocromática, utilizando apenas alguns traços de cores para realçar certas partes do ambiente. O jogador pode fazer o menino andar, correr, nadar e usar objetos do ambiente para progredir no jogo. Mais tarde, o garoto ganha a capacidade de controlar o corpo de alguns mortos para completar certos desafios.

O menino pode morrer, tanto por outros personagens, como por alguns desafios, caso não sejam concluídos rápido o suficiente e, como em Limbo, as mortes são acompanhadas por animações violentas antes do jogo retornar ao último ponto salvo.
O jogo possui ótimos efeitos sonoros e o silêncio predomina, com músicas apenas em alguns trechos do jogo, para realçar um clima de desolação.
Os quebra-cabeças de Inside são quase sempre intuitivos, mesmo não sendo óbvios. Mas os desafios envolvendo outras criaturas excedem esse limiar e entram no “modo de puro instinto”, sentimento cada vez mais raro e precioso nos games das últimas gerações.

 

DESENVOLVIMENTO

A Playdead lançou Limbo, um jogo independente em preto-e-branco que vendeu quase um milhão de cópias em Julho de 2010. No mesmo ano o estúdio começou a trabalhar em Inside, seu segundo jogo. Um ano depois, ainda em estágio de desenvolvimento, a Playdead disse que o jogo era bastante similar ao projeto anterior, só que mais “louco”, “estranho” e em 3D. Alguns dos elementos em Inside foram derivados de “sobras” de Limbo, quando este ainda estava em desenvolvimento.

 

FINAL SECRETO

No jogo há um final secreto que faz parte de toda a trama depois que você zerar a primeira vez. Para isso, é preciso seguir algumas etapas:
– Complete o jogo achando e desligando os quatorze orbs secretos e comece novamente o episódio 7,
seguindo os passos para acessar o bunker subterrâneo do milharal.
– Na base da escada, vá pela esquerda, e você encontrará um pequeno painel de controle à frente de uma porta fechada e circular.
– Existe um console com o qual você precisa interagir, inserindo um código de movimentos. Você precisa digitar os comandos Up, Down, Left ou Right , e a situação dos orbes é o que nos dá a pista da sequência a seguir: Cima, Cima, Direita, Esquerda, Direita, Direita, Direita, Cima, Cima, Cima, Direita, Esquerda, Esquerda, Esquerda.
– Depois de inserir o código, uma porta será aberta. Siga o caminho até chegar a um laboratório subterrâneo secreto e, indo à direita da sala, você encontrará um painel que pode ser removido da parede. Depois dele há um cabo, o menino interage com ele e… pronto.
Dica: depois que você zerar pela primeira vez, não precisa fazer tudo de novo, basta apertar start e
escolher qual fase você quer ir para procurar os orbs.

Inside, ao mesmo tempo em que é extremamente bonito, é também sombrio e perturbador. Possui uma história sugestiva e ótimos quebra-cabeças para se resolver em lindos cenários, com uma mecânica bem refinada. Não é pra crianças e é diversão garantidíssima.

Versus Podcast © 2017