UM RESIDENT EVIL DE RPG… PARASIDENT EVIL… OPS! | PARASITE EVE

21/09/2018

 

Parasite Eve é um RPG de ação e survival horror desenvolvido e publicado pela Square em 1998. O jogo é baseado na obra literária japonesa Parasaito Ivu, escrita por Hideaki Sena, e traz de maneira simples o principal contexto desta obra como enredo. É também o primeiro jogo da série Parasite Eve lançado exclusivamente para o PlayStation.

HISTÓRIA

Dia 24 de dezembro de 1997. Toda Nova Iorque se prepara para a data especial. Um gigantesco anfiteatro (Carnegie Hall) exibe apresentações na noite que antecede o natal. Aya Brea, uma jovem agente policial novata, encontra-se com seu acompanhante para apreciar uma peça teatral. No início da peça, Melissa, a atriz principal, começa cantando uma bela ópera. Durante a apresentação, os olhares de Melissa e Aya se cruzam, e a policial percebe que os olhos da atriz estavam diferentes. Em seguida, dois dos personagens que dividiam o palco com Melissa entram em combustão instantânea e logo todos os expectadores começam a pegar fogo e morrem em meio as chamas. Todos, menos um: Aya Brea.
Aya levanta-se de seu lugar e dirige-se ao encontro de Melissa, empunhando uma arma. Então começa uma batalha e a policial sente um calor em seu corpo. Melissa diz que algo acabou de despertar em Aya e foge por um buraco atrás do palco. A policial segue por este buraco atrás da atriz sem compreender a situação. Neste momento, a polícia chega ao local e presencia a visão do horror que o espetáculo havia se tornado. Assim começa o enredo de Parasite Eve…

GRÁFICOS E SONS

A Square caracterizou Parasite Eve como um RPG cinematográfico, pois tudo no jogo se parece com um filme.

Os cenários são bem feitos. Os personagens são bem construídos, com detalhes e movimentações realistas e convincentes para a maioria das animações (CGs). Todos os personagens e inimigos conseguem interagir com o cenário de maneira formidável.

Outro destaque gráfico é o visual dos personagens. O responsável pelo design dos personagens e inimigos (character design) é Tetsuya Nomura. Nomura também foi o responsável pelo design dos personagens em Final Fantasy VII. Na geração do Playstation 2, Nomura também foi responsável pelo design de vários personagens, com destaque para os games da série Kingdom Hearts. Logo percebe-se que ele é um expert em qualquer trabalho nesta área, então nem preciso dizer o quanto o gráfico é bonito e cheio de detalhes.
A parte sonora também não poderia deixar a desejar. A cena inicial com um musical de uma ópera é muito épica, mostrando toda a excelência técnica do game. As músicas instrumentais que surgem durante o jogo também são belas e imersivas. Os efeitos sonoros são bons e inspirados, tudo feito com cuidado.
Como a maioria dos RPGs da era Playstation, não existe a presença de voz nos diálogos: eles são representados por legendas à frente do nome de quem iniciou a fala. Mas entrando no clima do jogo, isto não chega a atrapalhar

GAMEPLAY

Diferentemente da maioria dos jogos de RPG lançados até 1998, Parasite Eve mescla ação e RPG, gerando um novo gênero de jogo: o action RPG. Tal mistura foi muito bem aceita pelo público, deixando a jogabilidade agradável para os apreciadores de jogos de ação e também para os que curtem RPG.
Cenários básicos fazem com que o jogador não se perca, consequentemente mantendo o mesmo no clima do jogo. Ele terá o prazer de conhecer lugares como Soho, Chinatown, Carnegie Hall, Central Park, entre outros. O mapa geral é uma representação gráfica básica de Manhattan (na época o World Trade Center ainda existia).

O sistema de batalha é a grande inovação do game. Como a maioria dos jogos de RPGs lançados na geração do Playstation, as batalhas ocorrem por encontros aleatórios. A diferença dos demais games é que, quando esses encontros acontecem, o cenário não se altera e a batalha acontece ali mesmo. A movimentação é livre e o jogador pode movimentar Aya a seu modo, construindo assim estratégias de ataque ou evasão. A batalha é uma mistura de tempo real e jogabilidade em turnos.

Uma barra chamada Active Time Battle (ATB) indica quando o jogador pode executar suas ações. Como na maioria dos RPGs, a “Vida” (Health Points) do personagem principal é representada por números. Para restaurar o HP, o jogador pode utilizar itens de cura como Medicines ou Parasite Energy de função cura.

Para passar de nível o jogador precisa de pontos de experiência. Para adquiri-los basta derrotar inimigos. Sempre que passar de nível o jogador receberá Bonus Points, que são pontos extras disponíveis para o jogador distribuir e aumentar algum atributo de Aya. Ao passar de nível, o limite máximo do HP é aumentado.

As magias usadas em Parasite Eve provêm da capacidade de Aya de manipular suas mitocôndrias (organela citoplasmática responsável pela produção de energia no corpo). No game utilizamos o comando Parasite Energy. Este comando permite Aya usar magias parecidas com as do estilo de Final Fantasy VII. As Parasite Energies possuem várias funções como revival, cura, ataques diretos, indiretos, entre outros. Ao passar de nível, o jogador terá acesso a novas Parasite Energy.

FINAL VERDADEIRO

Não é possível ver o verdadeiro final na primeira vez que se termina o game. Será necessário iniciar uma nova partida no Ex-Mode (modo liberado apenas quando o game é finalizado uma vez). Este modo difere do modo original em vários aspectos: o jogador tem acesso ao estoque de itens no departamento policial utilizado na primeira vez que jogou e começa o game com a arma e o colete escolhidos quando terminou o game na primeira partida. Além disso, os Bonus Points concedidos no final do game agora estão disponíveis para uso.
A grande diferença do modo original é o edifício Chrysler, um desafio de resistência, habilidade e paciência. Basta começar o game normalmente e, no 2º dia, ele estará disponível. O edifício Chrysler possui 77 andares e o jogador terá que subir todos a pé. A cada 10 andares, ele enfrentará um chefe, e somente após derrotá-lo o jogador poderá pegar um elevador e sair do prédio para salvar. Só quando chegar ao topo enfrentará realmente o último chefe e terá acesso ao verdadeiro final.
Para ter sucesso e conseguir avançar no edifício sem problemas, recomendo ao jogador seguir o jogo normalmente até chegar ao nível 33 e só então começar o desafio de chegar ao topo do edifício Chrysler.
Atenção: a última chance de entrar no edifício Chrysler é após derrotar o T-Rex no museu. Depois essa parte, você entrará em um caminho sem volta.

Ao longo do percurso o jogador encontrará os melhores itens, armas e coletes, assim como Trading Cards. Todos os inimigos estão mais poderosos que o normal.

CONCLUSÃO

Parasite Eve é um jogo excelente. Tem uma história muito boa que mistura o gênero RPG com survival horror e ação. É um grande clássico que com certeza ficará por muito tempo na lista de melhores jogos do Playstation. Um game obrigatório para quem curte RPG e aprecia um bom survival horror!

 

Por falar em jogos e horror, já leu nosso post sobre Resident Evil Zero? Leia Já:

RESIDENT EVIL ZERO | O ORIGINAL NÃO SE DESORIGINALIZA

Versus Podcast © 2017