VIAJE DE VOLTA PARA O FUTURO, PASSADO E PRESENTE COM CRASH BANDICOOT 3: WARPED!

03/09/2018

 

Crash Bandicoot 3: Warped é o terceiro jogo da série Crash Bandicoot e foi lançado pela Naughty Dog para o PlayStation em 31 de outubro de 1998.

HISTÓRIA

Após o Dr Nitrus Brio e Crash Bandicoot terem destruído a estação de Cortex, um dos pedaços dela foi parar na Terra. Ele cai em um monumento antigo, libertando uma entidade do mal: uma máscara chamada Uka-Uka (irmão de Aku-Aku) que possui poderes sobrenaturais.
Em uma superfície futurística, Uka-Uka briga com Cortex.
Todos os cristais e diamantes se perderam no contínuo espaço-tempo por causa da incompetência de Cortex. Mas há um novo aliado que ajudará o cientista a dominar o mundo: o Dr. N. Tropy. Ele é o mestre do tempo e o criador da superfície cujo nome é ‘Tornado Temporal’.
Na ilha N. Sanity, Coco e Crash estão cuidando de seus afazeres quando escutam uma risada maligna. A máscara Aku-Aku se surpreende e chama os irmãos Bandicoots para dentro da toca onde moram. Aku-Aku diz para nossos heróis que a tal risada era de seu irmão do mal, Uka-Uka. Ele e Cortex querem dominar o mundo usando sua genialidade e maldade. Crash deverá achar os 25 cristais no Tornado Temporal para deter Cortex e Uka-Uka, antes que seja tarde!

GAMEPLAY

Cada parte do Tornado Temporal tem vários temas nas fases como Idade Média, era pré-histórica, Arábia do século XIV, China do século XVII, Antigo Egito, EUA no futuro, Europa na Primeira Guerra Mundial, Estados Unidos nos anos 50, Atlântida, navegações no Pacífico, chefões em Roma, Era Glacial e Homem na Lua. Fora isso ainda tem várias referências de outros jogos como a fase chamada Tomb Wader (que nos lembra de Lara Croft). Há fases com a aparência de Agrabah, mostrando tapetes voadores, macacos, gênios da lâmpada (alguém aí falou Aladdin?) e até mesmo a aparição de Fake Crash (que me lembra o bizarro do Superman) em algumas fases após o jogo ser zerado pela primeira vez.
O game possui 6 mundos (Warp-room), totalizando 30 fases e mais duas secretas. Cada uma das fases possui relíquias, um ou dois diamantes (gemas) e cristais para serem coletados. As relíquias podem ser pegas se você chegar antes do tempo mostrado na tela, e elas são divididas em safira, ouro e platina.
Uma das novidades do game é que você ganha um poder cada vez que derrota um chefe. São eles: a barrigada poderosa, o pulo duplo, o super tornado (ou super giro), a bazuca de frutas e os sapatos de velocidade.
As fases ficaram muito mais fáceis, principalmente por causa dos novos poderes ganhos, porém as relíquias compensaram boa parte dessa facilidade.
Crash Bandicoot é mais uma vez o personagem principal. A máscara Aku Aku desempenha uma função maior, falando pela primeira vez (isso na versão Americana, pois na Japonesa ele falava desde o primeiro). A irmã mais nova de Crash, Coco Bandicoot, se torna jogável pela primeira vez. Apesar de não ter muitas habilidades, é geralmente ela quem opera as máquinas do jogo, como um jet ski, uma nave no chefe N. Gin, um avião chamado “Rainha dos Céus” e até um animal de montaria (o tigre Pura).
Crash também possui um avião (chamado de “Barão Laranja”), uma motocicleta irada e um novo animal de montaria (Baby T, um filhote de tiranossauro). Os vilões que retornam são Neo Cortex, N. Gin e Tiny Tiger. Os novatos são Dingodile e o já mencionado Dr. N.Tropy.

GRÁFICOS E SONS

Crash Bandicoot 3: Warped apresenta a melhor qualidade gráfica do PlayStation. A bela direção de arte da Naughty Dog, com ambientes bonitos e característicos são de encher os olhos.
A trilha sonora continua tão cativante e divertida como os jogos anteriores. As músicas combinam muito bem com cada fase e época em que se passam. Há músicas árabes em locais que remetem a Arábia, músicas medievais nas fases que remetem a Idade Média, músicas agitadas para fases de corrida, músicas relaxantes para fases com jet ski e por aí vai… Há essa conexão entre o ambiente e as músicas, onde só por elas já é possível ter uma noção do que será encontrado pela fase.

DICAS

  1. Fazendo o final verdadeiro e 105% : Assim como no jogo anterior, você habilita um final secreto.
    Porém é preciso pegar todos os cristais, diamantes cinzas e coloridos e as relíquias douradas.
    aí é só enfrentar o Dr. Cortex novamente e ver o final verdadeiro.
  2. Crash Bandicoot 3: Warped não possui apenas 5 fases secretas. Há duas outras fases mais secretas ainda, que podem ser acessadas da seguinte maneira:
    – Fase secreta “Eggipus Rex”: entre na fase 11, suba na gema amarela para seguir por um caminho secreto. Continue até ser perseguido por um dinossauro. Deixe que o segundo pterodátilo pegue Crash. Ele o levará até a fase 32.
    – Fase secreta “Hot Coco”: na fase 14, siga até encontrar uma placa com o sinal de alien cruzando a pista, do lado esquerdo do cenário. Corra e bata nela para ir à fase 31.
  3. Demo “Spyro the Dragon”: na tela título, aperte Cima (2x), Baixo (2x), Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, Quadrado.
  4. Tempos do modo Time Trial: após conseguir o cristal, você pode voltar a qualquer fase. Ao retornar do início da fase, você verá um relógio, encoste nele para habilitar o modo Time Trial. Nesse modo, você deve correr feito um louco… coletando as caixas amarelas com números que congelam o tempo por alguns segundos de acordo com o número contido nela. Chegando ao final sem morrer, você poderá ser recompensado com uma relíquia que varia de acordo com o tempo conseguido: Safira (é fácil de conseguir), Ouro (não é tão fácil assim, mas não tão difícil, é o nível médio) e Platina (difícil de conseguir).

CONCLUSÃO

Sem sobra de dúvidas, Crash Bandicoot 3: Warped fecha com maestria a trilogia do PlayStation. Os gráficos são bonitos, os sons do jogo são muito cativantes e a trilha sonora é espetacular. A Naughty Dog manteve o mesmo padrão de qualidade do jogo anterior, trazendo algumas inovações. O jogo é tão bom que ganhou um remake em uma coletânea para a nova geração chamado Crash Bandicoot N. Sane Trilogy. Seu marsupial favorito brilhou no PS1 e se tornou um dos jogos indispensáveis do console!

 

Por falar em Crash, já ouviu nosso episódio do podcast sobre a trilogia Crash? Ouça já:

VERSUS #15 – TRILOGIA CRASH BANDICOOT

 

Versus Podcast © 2017