VINGADORES: GUERRA INFINITA

03/05/2018

O que dizer de Vingadores: Guerra Infinita? Simplesmente incrível. Aliás, incrível é a palavra que define este filme. Não sou um crítico de cinema e nem um profundo conhecedor dos quadrinhos: esta é apenas a opinião de um fã do MCU.

Conversando com alguns colegas, percebi que aqueles que saíram um pouco decepcionados do cinema (ou até gostaram, mas não acharam tudo isso) geralmente são aqueles fãs de quadrinhos que conhecem a historia original e não viram a mesma coisa na adaptação. Alguns vão com uma expectativa muito alta e não conseguem sair satisfeitos com o que o filme entrega. Mas, em geral, vendo alguns vídeos e lendo alguns textos, o filme teve uma aceitação positiva do público, com alguns gostando muito e outros achando que foi só mais um bom e divertido filme da Marvel.

Segundo o site Época negócios, Vingadores: Guerra infinita superou todas as expectativas e no final de semana de estreia já havia arrecadado US$ 630 milhões em bilheteria. Foi um valor nunca visto na historia do cinema.

Claro que o filme não é perfeito. Os fãs de quadrinhos sempre vão achar alguma coisa que não se encaixa com a historia original; não por serem chatos, mas, para aqueles que acompanham os heróis há muito tempo, irão querer que o filme seja o mais próximo possível do que já conhecem. Porém toda adaptação é assim: é muito difícil encontrar uma que seja totalmente fiel a obra original, mas, desde que façam um trabalho de qualidade com base na fonte, já é o suficiente. Ainda assim há muitas referências dos quadrinhos no filme. Alguns podem achar algum furo de roteiro, o que é possível, mas os pontos negativos são mínimos se comparado com o resultado final que foi entregue aos fãs.

Gerra Infinita é tão impressionante que minha ansiedade estava “a mil” quando os trailers passaram no telão. Sai da sala de cinema com vontade de ver outra vez. Muitas coisas me impressionaram no filme. Uma delas foi o fato de as piadas não serem exageradas como na maioria das outras produções da Marvel. Esse clichê de piadas durante todo o tempo estragou um pouco alguns personagens que, na verdade, são bem sérios. Nesse ponto eu entendo os fãs de quadrinhos, pois fogiram muito da essência dos heróis. Mas em Guerra Infinita foi tudo na medida, por mais que alguns ainda possam falar que houve algum exagero.

Outra coisa que achei fantástica foi a quantidade de personagens que fizeram parte de Guerra Infinita com um tempo legal de tela. Não houve um herói de destaque: todos estavam no mesmo nível de importância. Na verdade o destaque foi o vilão Thanos. Os roteiristas fizeram algo que parece ficar cada vez mais difícil: construir um bom vilão com uma boa motivação. Thanos é assim: ele se torna o pilar central da historia e consegue passar uma emoção real, tornando-se algo marcante no filme.

A boa interação dos personagens é muito divertida. Um bom exemplo é Peter Quill, Doutor Estranho e Tony Stark, que são três personagens autossuficientes e arrogantes, mas que juntos fazem cenas muito divertidas; porém com seriedade quando o momento exige. Outro exemplo foi uma pequena cena de interação entre Roket Raccoon e Bucky durante a guerra em Wakanda.  Capitão America e Pantera Negra também dividem cena na guerra. Há também a excelente participação de Thor, que foi o personagem mais bem aproveitado, agora mais sério, por mais que ainda tenham um pouco de piadas.

Vingadores: Guerra infinita é ação do começo ao fim, com exceção de algumas cenas curtas de diálogos que dão uma caída no ritmo, mas que são necessárias para a história.

Achei interessante um texto que li no site CinePOP, onde o autor fala que a Marvel faz mais sucesso porque, por mais que tenham diferenças, os personagens mantém sua essência e faz um contraste com a DC, que sempre falha porque os personagens são quase sempre o oposto daquilo que são nos quadrinhos. Ele dá o exemplo do Superman que, nos quadrinhos, é um símbolo de esperança, o que não acontece nos filmes. Diz também que a única que mais se aproximou do ideal foi a Mulher Maravilha, que conquistou o sucesso nos cinemas.

Gostei muito de Vingadores: Guerra Infinita e já é um dos melhores filmes do MCU. Como disse antes, tem seus defeitos, mas cada um que ver vai saber julgar o que gostou e o que não gostou. Contudo, para quem é fã dos personagens, mesmo que não seja tão fiel aos quadrinhos, vai gostar do filme porque é uma experiência única ver seus heróis todos juntos na telona. Não dei muitos detalhes aqui para não estragar sua experiência, mas vá logo assistir porque vale muito a pena e você corre o risco de, a qualquer momento, receber um spolier gigantesco, já que a internet está fervilhando com varias informações sobre este filme.

Então é isso. Fiquem todos na paz e até a próxima.

Versus Podcast © 2017